HIPERTENSÃO ARTERIAl SISTÊMICA

​A HIPERTENSÃO Arterial sistêmica, similarmente conhecida popularmente como a enfermidade da hipertensão, é uma enfermidade silenciosa.

Frequentemente, não causa sinais, porém se não for conforme controlada, pode provocar ao começo de diversos complicações de saúde como infarto estrídulo do miocárdio, acidentes vasculares cerebrais, inchaço estrídulo de pulmão, dissecção de aorta, podendo provocar à morte.

Geralmente, a hipertensão arterial é considerada no momento em que o paciente apresenta ao menos, duas medições com princípios iguais ou superiores a 140 x 90 mmHg. A hipertensão arterial pode ser dividida em 2 tipos:

Pressão alta arterial primária: não possui uma pleito sui generis, desenvolvendo-se durante dos anos por causa de ao envelhecimento, falta de treino, exagero de peso ou uso exagerado de sal, por vezes, associada a história privado de HAS ( pressão alta arterial sistêmica).

Hipertensão arterial secundária: é o tipo de pressão alta mais raro, aparecendo como resultado de algumas doenças como diabete, Síndrome de Cushing ou complicações renais, por exemplo.

A hipertensão  arterial não possui cura, porém pode ser controlada com o utilização legítimo de medicamentos para hipertensão receitados pelo cardiologista, refeição simples em sal e treino físico legítimo. Saiba a porção de sal que precisa ser consumida por dia.

Tratamento para hipertensão  arterial

O tratamento para pressão alta arterial está experiente na associação de uma regime com pouco sal, a pratica de exercício física legítimo e o utilização de remédios hipotensoras. A regime simples em sal pode ser orientada por um dietista e a execução legítimo de treino físico precisa ser de acordo com indicação do médico e de um formador de pedagogia física.

Hoje em dia, há diversos tipos de remédios anti-hipertensivas que precisam ser prescritas de acordo com cada caso, pelo médico cardiologista como Captopril, Losartana, Enalapril, Anlodipino, Ramipril, diuréticos, por exemplo.

Veja como realizar uma regime para pressão alta.

Além disso, o paciente com hipertensão  arterial precisa realizar consultas regulares no cardiologista para avaliar a pressão arterial e apropriar o tratamento.

Sinais da hipertensão  arterial

Os sinais da pressão alta são raros, porém são capazes de adicionar:

Tonturas;

Dor de cabeça, especificamente na cogote;

Modificações na ficção;

Sangramentos do nariz;

Dificuldade para respirar;

Dor no tórax.

Esses sinais são mais frequentes ao longo uma crise hipertensiva, no momento em que o paciente não está fazendo o tratamento de maneira adequada ou não sabe que possui a enfermidade, e precisam ser tratados no hospital.

Guia da Reconquista Perfeita

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*