25/05/2010

Anjos Caídos

Postado por Liliane Cristine |

Sinopse


"Anjos Caídos" é uma história sobre amizades de infância, descoberta do sexo e fragilidade humana, além de abordar a mudança de um país, a luta das mulheres pelo voto e o questionamento de crenças arraigadas. Janeiro de 1901, um dia após o falecimento da rainha Vitória: duas famílias visitam túmulos vizinhos, num elegante cemitério londrino. Uma das sepulturas é adornada com uma sentimental estátua de anjo; a outra, com um jarro primoroso. A família Waterhouse, apegada às tradições vitorianas, reverencia a falecida rainha; já os Coleman buscam uma sociedade mais moderna.
Para desconforto de ambas as famílias, elas passam a se relacionar quando suas filhas ficam amigas por trás das lápides. E, pior, amigas também do filho do coveiro, um garoto que está sempre sujo de terra. As meninas vão crescendo, e o novo século se firma, com os carros substituindo os cavalos no transporte e a eletricidade suplantando a iluminação a gás - o país surge das sombras dos opressivos valores vitorianos para o dourado verão eduardiano. É então que a linda e frustrada sra. Coleman busca mais liberdade, com conseqüências desastrosas, e a vida dos Coleman e dos Waterhouse sofre uma irremediável mudança.
Um romance denso, escrito de forma excepcional. 


Anjos Caídos narra a história entre duas famílias vizinhas, num período após a morte da rainha Victoria em 1901. A história é narrada por várias vozes, a maioria pelos membros das famílias, que através de seus próprios olhos contam a sua história, todas entrelaçadas só que num ponto de vista diferente reagindo conforme suas personalidades e desejos...

Anteriormente li dois livros desta autora, todas contadas por um único narrador. E confesso que no começo deste livro achei um pouco confuso as diversas narrações. Mas como a questão central do livro era exatamente essa, se tornou a maneira perfeita para os pontos do livro serem esclarecidos. Assim, o menino coveiro tinha uma história para contar, as meninas das duas famílias vizinhas tinham outra história, e por fim todas sendo tecidas em conjunto, retrataram as suas histórias utilizando uma mistura rica de elementos e cores.

Acredito que este seja um dos melhores livros da autora... Dela publicados por aqui, só ainda não li  "A Moça Com Brinco de Pérola" e  o seu mais novo lançamento "Viva Chama" (Que em breve estará por aqui no blog).

Apesar da história não ter lá grandes momentos, ela é repleta de minuciosidades da época, revelando as diferenças das classes sociais, à mentalidade conservadora da era vitoriana em oposição à elite da sociedade, que eram sem dúvida elementos interessante e reveladores.

Em suma, há um pouco de tudo neste livro ... escândalo, traição, amor, perda, morte e até mesmo política, em especial o movimento Sufragista que para quem não sabe foi a luta pela igualdade de direitos das mulheres intervirem na política, e sobretudo o direito ao voto.
Definitivamente Tracy Chevalier se superou neste romance...

9 comentários:

Débora Lauton disse...

Eu não conhecia esse livro, parece ser muito envolvente, além de se passar num período bastante interessante...
A resenha ficou muito bonita...

beijos,
Dé...

Mariana Paixão disse...

Vi esse livro exatamente hoje na livraria. Peguei achando que era um livro nacional, de mesmo nome, acho... Mas quando vi que não era, li a sinopse, mas não me interessei muito.. Deve ser interessante ver detalhes sobre a época e ainda mais interessante a "confusão" de vozes e pontos de vista, mas a história realmente não me agradou =(

Karina Cristina disse...

Parece um livro interessante. Queria ler mt o a moça com brinco de pérola. O filme é ótimo. Eu gosto de histórias de época assim!

Cláudia Charão disse...

aí eu amo um romance de época, e pela resenha parece muito bom, para não dizer que não conhecia a autora já tinha ouvido falar em A moça com brinco de pérola.

Bjus

Daniele Organista disse...

Olá,

Tem selinho pra vc no meu blog.

bj

http://espaco-do-leitor.blogspot.com/2010/05/selinhos_25.html

Kézia Lôbo disse...

O titulo é interessante e os temas tbm principalmente o sufragista, fiquei com vontade de lê-lo!

La Sorcière disse...

Lili querida:
Eu li justamente o livro que vc não leu da autora: Moça com Brinco de Pérola e fiquei um tanto quanto frustrada com a maneira com pouca beleza e requinte q a autora tem para escrever. Achei o livro pobre ao tratar com as palavras... não me animei a ler outro dela. As capas são lindas, não??
Bjks
Alê

Daniela Tiemi disse...

Tenho mta vontade de ler um livro desta autora, mas nunca sei por qual livro começar... Acho que vou começar por este já você disse ter sido o melhor da autora dos q vc leu...
Bjinhos.

Luka disse...

Oi Lili !
Eu não conhecia esse livro.
Parabéns pela resenha !
Beijos
Luka.

Subscribe