19/07/16

Alien

Postado por Jader Dalmas |

A tripulação da nave Nostromo é despertada antes do tempo de seu sono criogênico. Misteriosos sinais vindos dos confins do espaço são recebidos pelo computador de bordo, e a equipe é acionada para investigar um planeta desconhecido. Um tripulante é atacado por uma forma de vida estranha, e esse pode ser o início de uma história pior que os mais terríveis pesadelos da humanidade.

Alien é um livro de ficção científica que relata como seria um futuro no qual os seres humanos fossem capazes de fazer viagens pelo espaço e se deparassem com um planeta que parece ser inóspito, mas com aliens capazes de uma regeneração e destruição jamais enfrentados pelos seres humanos.

Para quem gosta de livros sobre seres extraterrestres capazes de grande violência ou dizimação dos seres humanos, esta é a leitura ideal, uma vez que vidra o leitor a cada página por fome de saber quais serão os próximos passos do alien e sobre sua evolutiva capacidade de matança.

O que mais me chamou atenção no livro foi a confirmação pela nave de que um dos tripulantes era mais fiel a empresa do que aos colegas, levando a um problema de coordenação por parte do comandante, problema o qual pode colocar em risco a vida dos demais.

Em suma, é um típico livro de ficção no qual um monstro extraterrestre invade uma nave e viaja com os tripulantes até que um dos dois vençam a batalha, e tudo depende da astúcia dos seres humanos ou da capacidade de destruição do alien. Quem vencerá?

07/07/16

O Jeito que me Olha

Postado por Jader Dalmas |

Depois de construir uma sólida carreira como detetive particular - especializado em casos de infidelidade -, Rafe Sullivan perdeu a fé nas relações humanas. As únicas histórias de amor verdadeiro que conhece são a dos seus pais e as dos seus primos, que Vivem na Califórnia.

Quando Rafe precisa sair de Seattle para descansar e esfriar a cabeça, sua irmã, Mia, sugere uma temporada na cidadezinha onde a família costumava passar as férias de verão. No cenário de sua infância, Rafe reencontra Brooke Jansen, que, de garotinha doce e inocente, transformou-se em uma mulher de beleza incomum.

Nenhum dos dois consegue ignorar o clima de sedução, e é Brooke quem toma a iniciativa: ela propõe a Rafe um caso de verão, sem amarras nem cobranças. Rafe luta para convencê-la de que eles devem continuar sendo apenas amigos... embora ele mesmo não esteja 100% convencido disso.


O jeito que me olha é um livro de romance sobre relacionamentos no qual um homem bem sucedido, mas descrente no amor e infeliz no trabalho encontra alguém em quem tem medo de confiar, mesmo sabendo ser a pessoa mais confiável que poderia encontrar.

Para quem gosta de romances com um toque erótico, esta é a leitura ideal, pois a autora combina a doçura com o selvagem em uma escrita envolvente, prendendo o leitor de modo a não mais conseguir parar de ler seus livros.

O que mais me chamou atenção no livro foi o modo como a autora descreve a paixão só no jeito de um olhar o outro, assim deixando as cenas de conquista mais envolventes, com um toque proibido e picante, combinando o selvagem desejo feminino com a proteção de um homem que almeja se livrar do passado e suas rotinas que acabam por lembrá-lo que nem todos são confiáveis.

Em suma, é um ótimo livro de uma ótima autora, e a série Sullivan é de deixar água na boca, recomendo que a leitura não seja feita toda de uma vez, pois parece que a história é sempre a mesma mudando apenas os personagens.

Os Sullivans: (Lidos em vermelho)
01. Um Olhar de Amor;
02. Por Um Momento Apenas;
03. Não Posso Me Apaixonar;
04. Só Tenho Olhos Para Você;
05. Se Você Fosse Minha;
06. Quero Ser Seu;
07. Perto de Você;
08. Não Posso Me Apaixonar;
09. O Jeito Que Me Olha;
10. Quando um Homem Ama Uma Mulher (pais dos Sullivans de São Francisco);
11. Preciso do Seu Amor;
12. Just To Be With You (Ian);
13. I Love How You Love Me (Dylan);
14. All I Ever Need Is You (Adam).

04/07/16

Star Wars - Academia Jedi

Postado por Jader Dalmas |

O jovem Roan Novachez está ansioso! Agora que terminou a escola primária, tudo o que ele deseja é se juntar aos amigos na Academia de Pilotos. Mas seus planos vão por água abaixo quando ele descobre que foi rejeitado por essa escola e convidado a participar da Academia Jedi. Agora, sob a tutela do mestre Yoda e cercado por aliens, robôs e outros Jedi, Roan vai enfrentar todos os desafios comuns à idade, além de aprender diversas lições importantes, como utilizar a força, duelar com seu sabre de luz e o mais difícil: dançar com uma garota.

Academia Jedi é um livro sobre um menino que queria muito se tornar um piloto, entretanto não foi aceito na academia de pilotos, sendo direcionado para a academia de agricultura, a qual sempre teve medo de fazer. Assim, quando convidado a participar da academia jedi não exitou e resolveu dar uma chance.

Para quem gosta de livros em quadrinhos, voltado para histórias de adolescentes e com um toque de Star Wars, esta é a leitura ideal uma vez que além de ser muito bem escrita, mistura ficção científica com os aprendizados que um aspirante a Jedi deve saber.

O que mais me chamou atenção no livro foi o envolvimento que o aprendizado do pequeno jedi transmite ao leitor, que junto com a leveza da leitura de um quadrinho provê uma leitura rápida e livre da imaginação dos personagens, assim se tornando mais relaxante que uma leitura convencional.

Em suma, é um livro muito bem escrito que envolve as diferentes culturas do Star Wars, mostrando um pouco do aprendizado de um Jedi em um quadrinho adolescente de leitura rápida.

28/06/16

IWoz

Postado por Jader Dalmas |

Antes dos BlackBerries, PalmPilots e laptops que se encaixam em pastas, os computadores pareciam grandes e desajeitados. Eles tinham grandes telas, interruptores enigmáticos, caixas enormes e luzes estranhas. Mas, em 1975, um jovem assistente de engenharia chamado Steve Wozniak teve uma ideia: "e se eu conseguir combinar circuitos de computador com um teclado de máquina de escrever e uma tela de vídeo?" O resultado foi verdadeiramente o primeiro computador pessoal, o Apple I. Amplamente acessíveis e de fácil compreensão, as invenções de Wozniak têm rapidamente transformado nosso mundo desde então, como o controle remoto universal. A vida de Wozniak antes e depois da Apple é uma mistura de aventura com brilhantes descobertas, seja como engenheiro, promotor de concertos, professor, filantropo ou brincalhão irreprimível. Desde a invenção do primeiro computador pessoal até a ascensão da Apple como um gigante da indústria, iWoz apresenta uma História sem censura, divertida, que constrói um perfil em primeira mão do inventor humanista que iniciou a revolução do computador.

IWoz é um livro que pretende falar sobre a história da Apple, mas acaba mais por contar a biografia de Steve Wozniak, assim desmistificando tanto a sociedade entre os criadores da empresa, como o envolvimento destes com seu futuro ou com futuras empresas, as quais seriam o real motivo de suas saídas e posteriores retornos.

Para quem gosta de histórias que misturam engenharia, filantropia e justificativa sobre os fatos, esta é a leitura ideal, uma vez que contem tento termos técnicos quanto explicações para os mesmos, não somente contando a história, mas também acrescentando conhecimento para os que não são familiarizados com manutenção de hardware e software (máquinas e programas).

O que mais me chamou atenção no livro foi o desenvolvimento das primeiras máquinas que deram tanto origem a empresa chamada Apple, como também seu funcionamento e desenvolvimento, culminando no Apple II que gerou tanto sucesso a companhia como foi rejeitada por esta para dar espaço a uma máquina melhor e toda acoplada, a qual levou vários anos de pesquisa para ser desenvolvida, associando o retorno do Steve Jobs com o sucesso da companhia, o qual foi desenvolvido na sua ausência.

Em suma, é um livro intrigante, que faz o leitor questionar todo o marketing gerado através desta marca, relacionando assim o sucesso não somente com a criação, mas com o momento e personagem corretos para se apresentar uma solução.

Subscribe