26/03/15

Uma Escolha Imperfeita

Postado por Jader Dalmas |

     Yvonne Carmichael trabalhou duro para conquistar a vida que sempre quis: uma carreira bem-sucedida em genética, uma bela casa, um bom relacionamento com o marido e seus dois filhos adultos. Um dia, porém, ela conhece um estranho na Casa do Parlamento e, num impulso, começa um ardente caso com ele. No início, acha que conseguirá manter a relação separada do resto de sua vida, mas ela não pode controlar o que acontece em seguida. Todos os seus planos cuidadosos se transformam numa escalada de enganos, culminando, por fim, em um inominável ato de violência. Uma escolha imperfeita é tanto um thriller psicológico quanto um exame revelador dos valores pelos quais todos nós vivemos e das escolhas que fazemos.

Uma Escolha Imperfeita é um livro sobre o tramite de uma história julgada em um tribunal, a qual se saberá o veredito apenas nas últimas páginas da leitura. Esta história é baseada em uma família típica do subúrbio de Londres a qual possui algumas peculiaridades quanto ao seu relacionamento afetivo e ao grande grau de estudo que os chefes de família possuem, grau que determinadas pessoas consideram de muito poder para os acontecimentos que o livro relata.

Para quem gosta de suspense mixado com uma história de tribunais contada por um dos espectadores, este é o livro, pois ao final dele descobrimos que quem nos conta a história realmente tenta ser imparcial, mas apenas relata sua visão do todo, deixando o conhecimento do caso limitado a visão que lhe foi ofertada.

O que mais me chamou atenção no livro foram os casos ocorridos por Yvonne Carmichael, que nos deixam pensativos sobre haver algum nicho da sociedade totalmente protegido de determinados acontecimentos, os quais julgamos ocorrer apenas com pessoas sem conhecimento ou desfavorecidas socioeconomicamente.

Em suma, este é um livro sobre um julgamento que nos contam acontecimentos inesperados pelas vítimas, mas que pode acontecer a qualquer um que não se previna adequadamente. Assim vale a pena avaliar se as consequências dos atos valem o risco corrido além dos valores quebrados por estes atos.

12/03/15

Chão de Fábrica

Postado por Liliane Cristine |

Em meio à festa de confraternização de uma indústria gráfica, um jogo de sedução embalado pelo clima de festividade e pelo álcool é o ponto de partida para uma intrincada trama em torno do desaparecimento de uma bela funcionária. Desvendar o desaparecimento da moça fica a cargo dos investigadores Mosca e Pudim, que se deparam com inquietantes e inusitadas descobertas. Mais uma intrigante história em quadrinhos da dupla Paulo Garfunkel e Libero Malavoglia – criadores do já consagrado personagem Vira-Lata que, nesta obra, abrem o segmento de histórias em quadrinhos no catálogo da editora Bússola. Chão de Fábrica configura-se numa história em quadrinhos que trata dos perigos do uso e abuso do álcool, fazendo com que a obra seja direcionada ao público jovem e adulto.

Em um de nossos passeios por São Paulo, levei o livro “Chão de Fábrica” pelo qual eu estava muito curiosa em ler e desfrutar a qualidade de suas ilustrações.

O interessante dos livros dos autores é que os mesmos sempre abordam em seus livros uma temática educacional-informativa e preventiva de inegável interesse social. Em “Chão de Fábrica” os autores destacam os perigos do uso e abuso do álcool em seu meio social.

Um dos principais personagens do livro é alcoólatra, basicamente um sujeito de bom coração que gostaria de parar de beber, ou seja, conhece o seu drama, mas que como uma doença crônica é movido por um desejo incontrolável de consumir bebidas alcoólicas numa quantidade que afeta de maneira relevante não somente a própria saúde, mas também a sua vida profissional e social. O assunto sem dúvida é polêmico e complexo o que torna o livro de gênero policial ainda mais instigante.

O livro tem uma capa resistente e de formato grande, o que eu adoro em livros de quadrinhos. E particularmente achei simplesmente linda a capa destacando uma ilustração com paisagem urbana! Parabéns a Editora Bússola pela qualidade e zelo.

Folheando as páginas, além de observar a sua diagramação impecável, o leitor irá apreciar as suas ilustrações de tons claros e escuros de grafite se deparando com desenhos ricos e traços bem minuciosos, o que pela capa já se pode ter uma ideia do que o leitor irá encontrar no livro…

Em suma, além do fantástico trabalho artístico dos autores o leitor ainda irá encontrar uma história policial, abordando temas polêmicos e interessantes repleto de diálogos mordazes e francos.

Recomendo!

Informações úteis:

Páginas: 104
ISBN: 978-85-62969-24-9 (impressa)
Preço sugerido: R$ 26,90
Formato: 19 x 27 cm

http://www.editorabussola.com.br/

27/01/15

Amante Vingado

Postado por Jader Dalmas |

Nas sombras da noite de Caldwell, Nova York, desenvolve-se uma furiosa guerra entre os vampiros e os seus assassinos. Há uma Irmandade secreta, sem igual, formada por guerreiros vampiros defensores de sua raça. Enquanto eles defendem seu clã dos redutores, a lealdade de um vampiro especial será posta a prova - e sua perigosa natureza será revelada...

Rehvenge sempre manteve distância da Irmandade, pois guarda um letal segredo que poderia fazer dele uma arma na guerra contra os redutores. E enquanto as conspirações dentro e fora da Irmandade ameaçam revelar a verdade sobre o ele, Rehv se aproximará da única luz que clareia seu mundo de escuridão e jogos de poder, Ehlena, uma vampira que nunca conheceu a corrupção e traição... é a única que pode salvá-lo da destruição eterna.

Amante Eterno é um livro de romance voltado para a sociedade mística que envolve vampiros, humanos e criaturas criadas a partir da essência do próprio mal. Sendo assim, esta é a história de Rev, Rehvenge ou Reverendo, que por muito tempo não encontrou sua parceira pela natureza diferente da sociedade vampírica, sendo o seu segredo algo que não pode nem ser exposto, como também algo que pode prejudicar os que o acobertam.

Para quem gosta de história de vampiros ou de monstros sobrenaturais a qual mistura sobrevivência, guerras e amor em uma história que envolve uma família sendo cada livro voltado para um participante desta família, este não somente é o livro indicado como a série como um todo.

O que mais me chamou atenção no livro foi a organização e a ênfase que o livro impõe para a principal ação do clímax de cada livro da série, sendo a vingança algo que motiva o desfecho desta história. Assim, o livro acaba deixando a saga com dois reis para defender a raça.

Em suma, é um livro excitante, o qual cada página devorada lhe da mais apetite para ler a próxima. Após muitos romances desta série, a vontade de ler não fica de lado, pois as histórias são únicas as quais deixam a curiosidade da continuidade da irmandade da adaga negra. Assim, mesmo a escritora criando continuações após já ter criado uma nova série de livros, o desejo de descobrir o final sempre alimenta a vontade de ler mais.

Há setecentos anos atrás, num mundo governado por mulheres e onde os homens são meros súbditos, uma Viúva Negra profetizou a chegada de uma Rainha na sua teia de sonhos e visões. 

Agora o Reino das Sombras prepara-se para a chegada dessa mulher, dessa Feiticeira que terá mais poder do que o próprio Senhor do Inferno.

Mas a Rainha ainda é nova, passível de ser influenciada e corrompida. E quem controlar a Rainha controlará o mundo. Três homens poderosos — inimigos de sangue — sabem isso. 

Saetan, Lucivar e Daemon apercebem-se do poder que se esconde por trás dos olhos azuis daquela menina inocente. E assim começa um jogo cruel, de política e intriga, magia e traição, onde as armas são o ódio e o amor. E o preço pode ser terrível e inimaginável.

Eu realmente tentei gostar deste livro, adoro livros de fantasia, mas definitivamente "A Filha do Sangue" não foi uma boa leitura para mim.

Achei a história arrastada e apesar da grande quantidade de personagens, tudo de fato demora a acontecer.

Mas, enfatizo dois pontos interessantes e que mostram a habilidade da autora Anne Bishop:

Em primeiro,  na capacidade de colocar o leitor imerso em seu mundo e em segundo, a capacidade de relacionar tantos personagens juntos. No começo pode até mesmo ser bastante confuso, mas conforme o leitor avança na leitura, vai ficando mais fácil, mas não excetuando a imaginação tão complexa do mundo criado por Anne Bishop.

O assunto principal do livro é: "Uma antiga profecia prediz a vinda de uma poderosa "bruxa". Uma jovem de repente mostra estranhos poderes. Ela é a "bruxa" e todos querem matá-la."

Sem dúvida é um livro diferente, que procura fugir das 'regras' e com um enredo um tanto inovador. É o que a autora tenta ao meu ver, mas a autora arrasta demais a história e nada fica muito bem explicado e muitas vezes quando você acha que finalmente agora vai acontecer e a história vai progredir, a autora volta de novo e deixa a leitura chata, sem envolvimento algum.

Eu não pretendo continuar com a série. Queria muito ter gostado do livro, mas infelizmente não foi para mim. Se você já leu e gostou, por favor, comente e deixe registrado aqui no post. Será interessante ler outras opiniões, sejam elas negativas e/ou positivas.

Subscribe