Olá pessoal,

Segue mais um vídeo do canal Nossos Romances do Youtube, apresentando desta vez as minhas poucas leituras do mês de junho, mais o que recebi dos parceiros e minhas compras...

Espero que gostem!

Não deixem de assinar o canal: https://www.youtube.com/nossosromances


21/06/2014

Charlotte Street

Postado por Jader Dalmas |

Tudo começa com uma garota...
(porque sim, sempre há uma garota...)

Jason Priestley acabou de vê-la. Eles partilharam de um momento incrível e rápido de profunda possibilidade, em algum lugar da Charlotte Street.

E então, em um piscar de olhos, ela partiu deixando-o, acidentalmente, segurando sua câmera descartável, com o filme de fotos completo...

E agora Jason — ex-professor, ex-namorado, escritor e herói relutante — se depara com um dilema. Deveria tentar seguir A Garota? E se ela for A garota? Mas aquilo significaria utilizar suas únicas pistas, que estão ainda intocáveis em seu poder...

É engraçado como as coisas algumas situações se desenrolam...

Charlotte Street é um livro de romance voltado mais para a parte cômica e engraçada da história do que amor, sendo basicamente voltada A Garota que gera um dilema na vida do protagonista logo no início da história. Este livro é bem interessante, mas gostei muito mais do aprendizado e evolução do protagonista ao longo do enredo.

Para quem gosta de livros mais engraçados que retratam problemas cotidianos de um ponto de vista pessimista para o protagonista, mas que parece cômico para o leitor, este é o livro ideal, pois com Join Me e Yes Man como livros escritos por este autor, este promete ser uma leitura divertida.

O que mais me chamou atenção no livro foi o aprendizado que A Garota gera na vida do protagonista, uma vez que o intitulavam como infantil e incentivavam ele a crescer, sendo assim ao longo do livro ele cresceu e sua maior autoajuda foi a fornecida por seus velhos e novos amigos. No final, ele nos ensina que o melhor da fotografia são os momentos guardados e não como estas ficam depois de tiradas.

Em suma, é um livro engraçado, mas que fala sobre a vontade de um homem que acabou de fazer besteira em um relacionamento em querer mudar, mas ainda não está pronto para admitir para o mundo seus erros. Assim que ele, impulsionado pelos amigos, resolve mudar e reconhecer seus erros, segue em frente para um segundo estágio de sua vida que inclui não apenas o final feliz de seus amigos como o seu.

20/06/2014

Querida Sue

Postado por Liliane Cristine |

Março, 1912: A jovem poeta Elspeth Dunn nunca viu o mundo além de sua casa, localizada na remota ilha de Skye, noroeste da Escócia. Por isso, não é de espantar a sua surpresa quando recebe uma carta de um estudante universitário chamado David Graham, que mora na distante América. O contato do fã dá início a um intercâmbio de cartas onde os dois revelam seus medos, segredos, esperanças e confidências, desencadeando uma amizade que rapidamente se transforma em amor. Porém, a Primeira Guerra Mundial força David a lutar pelo seu país, e Elspeth não pode fazer nada além de torcer pela sobrevivência de seu grande amor. Junho, 1940, começo da Segunda Guerra Mundial: Margaret, filha de Elspeth, está apaixonada por um piloto da Força Aérea Britânica. Sua mãe a alerta sobre os perigos de um amor em tempos de guerra, um conselho que Margaret não quer ouvir. No entanto, uma bomba atinge a casa de Elspeth e acerta em cheio a parede secreta onde estavam as cartas de amor de David. Com sua mãe desaparecida, Margaret tem como única pista do paradeiro de Elspeth uma carta que não foi destruída pelas bombas. Agora, a busca por sua mãe fará com que Margaret conheça segredos de família escondidos há décadas. Querida Sue é uma história envolvente contada em cartas. Com uma escrita sensível e cheia de detalhes de épocas que já se foram, Jessica Brockmole se revela uma nova e impressionante voz no mundo literário.

Querida Sue é um romance epistolar que nada mais é uma técnica literária que consiste em desenvolver a história através de cartas.

O romance começa em 1912 com David Graham, um estudante de dezoito anos de idade, de llinois, dos EUA, escrevendo para Elspeth Dunn, uma poetisa de vinte e quatro anos de idade que nunca tinha saído da Ilha de Skye, na Escócia. O primeiro contato é através de uma carta comum de um fã que acaba acumulando diversas trocas de cartas transformando em algo mais...

Além das trocas de cartas entre David Graham e Elspeth Dunn antes e durante a Primeira Guerra Mundial, há também as cartas escritas pela filha de Elspeth Dunn, chamada Margaret que passa por uma situação um tanto similar que a mãe passou. Num cenário bastante familiar, novamente em uma guerra, Margaret se corresponde com um jovem soldado durante a segunda guerra mundial.

Esse não é o meu primeiro romance epistolar e particularmente gosto muito de histórias narradas através de cartas. Além de admirar quem tem o dom de usar essa técnica, acho muito complicado usar apenas a correspondência entre os personagens para contar uma história. Acredito que quem desenvolve esse tipo de técnica literária precisa ser muito bom e a autora Jessica Brockmole não decepciona, ao contrário, surpreende contando através somente de cartas uma maravilhosa história de amor.

Fiquei impressionada com a forma e habilidade na construção de seus personagens e história. Fui levada para a Escócia e Londres, em meio a duas guerras sentindo através das palavras da autora tudo que se passava com seus personagens.

A história em si pode parecer básica e simples, mas o interessante foi à forma como foi organizada e desenvolvida que tornou pelo menos para mim uma leitura muito agradável.

E eu não pude deixar de pensar em como a vida principalmente de David e Elspeth poderia ter/teria sido diferente em nossa atualidade, vivendo em nosso mundo com computadores, internet, celulares, nas mais diversas sofisticadas formas de comunicação! Imagino quanto desgosto e problemas poderiam ter sido poupados...

Em suma, o livro a princípio pode até ser visto como um romance leve, mas ele tem uma história densa e muito significativa que explora a vida e os relacionamentos durante tempos de guerra. A facilidade com que Elspeth e David conversam através de suas cartas é envolvente e convincente, e o mistério do que aconteceu há muito tempo se revela lentamente, desvendado uma reviravolta do destino e do tempo muito bonita. Provando que o tempo e a distância para quem ama verdadeiramente não acaba, porque o tempo não apaga, o vento não leva e a distância não destrói.

Recomendo!

08/06/2014

A Escolha

Postado por Jader Dalmas |

Travis Parker possui tudo o que um homem poderia ter: a profissão que desejava, amigos leais, e uma linda casa beira-mar na pequena cidade de Beaufort, Carolina do Norte. Com uma vida boa, seus relacionamentos amorosos são apenas passageiros e para ele, isso é o suficiente. Até o dia em que sua nova vizinha, Gabby, aparece na porta.

Apesar de suas tentativas de ser gentil, a ruiva atraente parece ter raiva dele. Ainda sim, Travis não consegue evitar se engraçar com Gabby e seus esforços persistentes o levam a uma jornada que ninguém poderia prever.

Abrangendo os anos agitados do primeiro amor, casamento e família, A Escolha nos faz confrontar a questão mais cruel de todas: Até onde você iria manter o amor de sua vida?

A Escolha é um livro de romance e drama, que envolve uma escolha que pode mudar a vida dos personagens. Assim como outros livros do Nicholas Sparks, este envolve muito amor e paixão entre os personagens, até contendo uma parte sensual apenas para enfatizar o amor deles.

Para quem gosta de livros de romance, que contenha um pouco de drama ou gostem do estilo do autor, este é um livro muito bem escrito, que dividido em duas partes mostra muito envolvimento na primeira e a escolha difícil de ser tomada na segunda parte.

O que mais me chamou atenção no livro foi que o autor incluiu uma parte mais sensual, pois como este é o terceiro livro que leio dele e já pesquisei um pouco sobre seu estilo de escrita, isso é uma novidade para o leitor.

Em suma, é um livro de romance que mostra até onde vamos pelo amor, e que mesmo as escolhas mais difíceis e que já possuem respostas podem ser mudadas em nome do amor.

Subscribe